Salário Mínimo em 2019 – Previsão

Salário Mínimo em 2019 – Previsão





A previsão indica que em 2019 o salário mínimo no Brasil seja de R$ 1.002,00, com um aumento de R$ 48,00 sobre o valor deste ano.

Com um aumento previsto de R$ 48,00, em cima do valor atual, o Governo propôs o novo salário mínimo para 2019, se for aprovado ele valerá R$ 1.002,00, passando pela primeira vez da casa dos R$ 1.000,00.

Tanto os valores para o ano que vem como para os anos de 2020 (a proposta é o salário-mínimo valer R$ 1.076,00) e para 2021 (a proposta é o salário-mínimo valer R$ 1.153,00) foram anunciados na divulgação da LDO, ou Lei das Diretrizes Orçamentárias, fato obrigatório até o dia 15 de abril de cada ano.




As propostas são estimativas e vão requerer consenso e aprovação de todos para sua efetivação e implementação.

Em 2018 o aumento foi muito pequeno

A verdade é que em 2018 o aumento foi de somente 1,81%, o que representou de fato R$ 17,00 passando dos antigos R$ 937,00 para os atuais R$ 954,00.


Porém, o Ministério do Planejamento já avisou que em 2019 haveria uma compensação, em boa parte para compensar este último reajuste que de fato ficou abaixo da inflação fechada.

Em termos mais simples, o poder de compra do aposentado e do trabalhador ficou menor em comparação a correção dos preços dos produtos no mercado.

Menor poder compra significa menor consumo e, consequentemente, baixa demanda em cima da oferta, este ciclo não é bom para economia e para indústria como um todo que aliás, se recupera lentamente de períodos recessivos anteriores, projetando ainda crescimentos tímidos diante um cenário político instável.

Como é a regra para cálculo

A regra de cálculo do salário mínimo obedece duas condições simples, o porcentual de crescimento da economia e a inflação do último ano vigente, para efeito de esclarecimento o PIB em 2017 cresceu meros 1%.

É bom salientar que este reajuste só é totalmente válido para aposentados que ganham até um salário mínimo, os demais recebem apenas o reajuste do percentual inflacionário do período, isto é, apenas ganham a correção de valor em cima de suas aposentadorias.

A proposta feita também tem base na LDO (Lei das Diretrizes Orçamentarias) do qual por lei o governo precisa disponibilizar seus valores para o ano seguinte até a data de 15 de abril, como já feito e comentado no primeiro tópico.

O salário mínimo também é uma importante referência para o mercado econômico, através dele o governo paga seus benefícios da previdência, benefícios assistenciais, abonos salariais e também os BPC, ou benefícios de prestações continuadas.

Para o Dieese o valor seria bem diferente

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, ou simplesmente Dieese pensa bem diferente sobre este cálculo e valores pretendidos.

A título de esclarecimento, o salário mínimo foi criado como lei em 1936, no governo de Getúlio Vargas, naquela época a proposta era ter um valor mínimo a ser recebido por qualquer trabalhador que fosse suficiente para suprir suas principais necessidades básicas, (vestuário, transporte, alimentação, habitação, por exemplo).

Se formos levar em consideração a proposta original da Lei, o valor hoje seria bem superior, pelos cálculos do Dieese o valor do salário mínimo atual seria de incríveis R$ 3.706,44, mais do que três vezes e meia o valor do mínimo atual.

O valor projetado seria a quantidade mínima suficiente para sustentar uma família de 4 pessoas em média.

Concluímos assim que a proposta atual ainda esta bem longe do ideal, mas torcermos para haver, no mínimo, a aprovação da compensação não repassada para o valor atual. Mesmo com uma inflação mais baixa e controlada, diminuir o poder de compra da maioria dos beneficiários previdenciários e trabalhadores que dependem deste piso salarial não traz boas consequências para a economia.

Por C. B.

Salário

Compartilhar:


Post Relacionado

Pagamento do Fundo PIS-Pasep para correntistas do BB e da Caixa

Pagamento do Fundo PIS-Pasep para correntistas do BB e da Caixa

Cotistas de todas as idades que são correntistas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal já podem receber o pagamento do Fundo Pis-Pasep. Nesta quarta-feira, dia 8 de agosto, terá início o pagamento do Fundo PIS-Pasep para os cotistas que alcançam todas as…

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *